31
mar

Roteiro de Bares #4 – Bar do Momo (Tijuca/RJ)


“Na tijuca chegarás e do Momo não passarás”: É com esse bordão sensacional estampado na camisa da galera que trabalha no bar, que a esquina da Uruguai com a Espírito Santo Cardoso vem ficando apinhada de gente todos os dias e fazendo história. Meu amigo, a fama do bar não é a toa. Além da cerveja sempre explodindo de gelada, o local é conhecido principalmente pela sua cozinha. Uma paquera casual entre a tradicional comida de boteco e a cozinha contemporânea dão todo charme aos pratos, petiscos, hambúrgueres e claro, ao que pintar na cabeça do grande Toninho “O Dono do Bar“. Um salve  especial pra feijoada maravilhosa que rola toda sexta feira e ao festival de hambúrgueres, que rola as quintas. E agora, enquanto vocês leem esse novo Roteiro de Bares, vou dar um chego no Momo. Valeu! #QuerSerFelizVemProMomo

Rocky Malias

1

Bolinho de Arroz

(O melhor bolinho de arroz do mundo)

2_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

O melhor do mundo mesmo! É um bolinho de arroz recheado com queijo e calabresa, é muito gostoso e apesar de ser bem levinho, mata a fome fácil. Se você for no Momo, tem que experimentar o bolinho de arroz.

– Rocky Malias

3_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

4_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

5_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

Hambúrguer de Fraldinha

(200g de carne, pão artesanal de abóbora, maionese de alho, queijo mozzarella derretido e
picles de maxixe)

6_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

A carne é muito gostosa, bem temperada, o pão é a melhor coisa do mundo! Melhor pão de hambúrguer o que já comi na minha vida, tem o gosto bem forte de alho (que eu adoro). Vale dizer que eu comi esse hambúrguer e o de contra-filé (o próximo) e o que mais me chamou atenção nos dois é o quanto a carne é bonita! Só de olhar já dá pra perceber o quanto é saborosa, os dois valem muito a pena, melhores hambúrgueres!

– Mariana Gomes

Esqueça todos os hambúrgueres que você já provou na vida! Pra quem é fã de hambúrguer, precisa experimentar esse. Tem um gosto único, não sei se é o pão de abóbora, o molho, o picles ou a mistura de tudo (com certeza é a mistura de tudo), esse hambúrguer é excepcional. Diferente de todos que eu já comi, com certeza entrou pra lista dos meus preferidos <3

Giovanna Cinelli

7_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

Hambúrguer de Contra-filé

(O da esquerda – 200g de carne, pão artesanal australiano, maionese de páprica picante, queijo
cheddar e cebola roxa caramelizada no campari)

8_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

Pão delicioso (tipo do Outback, só que melhor), molho maravilhoso, carne de primeira e bem grossa… O Bar do Momo com certeza ganhou mais uma fã, muito gostoso! Se pudesse comeria esse hambúrguer todo dia de tão maravilhoso <3

Claire Gomes

11_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

Acompanhamento: Cachaça de Gengibre

9_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

“O Momo já faz parte da minha rotina. Chego lá, falo com os garçons, dou um abraço no Toninho ou na Lorena, um beijo especial na Filó e já peço minha cachacinha de gengibre: Dali pra frente é só diversão! Desce bolinho de arroz, um jiló (recheado ou guacamole) e alguma cerveja gelada. E quem disse que pé sujo não tem cerveja especial? Além das comerciais, o boteco tem uma carta recém reformulada de cervejas cariocas com  cervejarias como 2 cabeças, Oceânica, W*Kattz e Gaspar… Fora isso, toda Terça-feira tem invasão de chopp. A Hanna Beer, distribuidora onde eu trabalho, já invadiu algumas vezes com chopps do Sul do Brasil. Inclusive, dividimos o recorde junto com a Hocus Pocus, de mais litros vendidos numa noite! Quem sabe um dia não resolvemos esse impasse num duelo de barris?

Danilo Parodi

10_roteiro de bares_closet carioca_bar do momo

O Bar do Momo fica na Rua General Espírito Santo Cardoso, 50 A, na Tijuca.

Links importantes:

Toninho do Momo / Bar do Momo no Facebook

03
mar

Bar da Semana: Conheça nosso novo colaborador!


Oi gente, tudo bom? Desde que lançamos o blog, tem um link “Bar da Semana” lá no topo que nunca foi usado. A ideia sempre foi escolher um bar por semana, nos reunirmos, experimentarmos algum prato e bebida do lugar e depois vir aqui contar pra vocês. Nós planejamos por meses essa seção do blog mas nunca botamos em prática. Até que surgiu a ideia de chamarmos alguém de fora que entendesse tudo do assunto pra ajudar a gente e vocês a conhecer bares e restaurantes incríveis. Foi assim que conhecemos o Danilo Parodi, nosso novo colaborador (agradecimentos especiais ao Rocky Malias por ter colocado esse encontro em prática). Danilo é Técnico Cervejeiro, Sommelier e trabalha em uma distribuidora de cerveja (a Hanna Beer), mas calma que você vai conhecer ele melhor já já! Essa nova seção do blog vai funcionar praticamente como a ideia que nós tivemos inicialmente, só que agora nós vamos montar juntos um Roteiro de Bares do Rio de Janeiro (e quem sabe pra outros lugares futuramente?). Vamos começar pela Zona Norte e depois partimos pra outros lugares do Rio, sempre com indicações de pratos e principalmente cervejas de cada lugar (o Danilo vai saber falar tudo de cerveja artesanal, mas vão ter sugestões de outras bebidas também). Agora vem conhecer ele melhor

DSC_0084

(Rocky Malias, Giovanna Cinelli e Danilo Parodi – pós chuva destruidora do Rio)

 

Danilo Parodi:

“Meu nome é Danilo Parodi, sou técnico cervejeiro e sommelier. Eu me envolvi com cerveja quando morei por 3 meses na Alemanha e nesse tempo me apaixonei. Voltei pro Brasil e já emendei um curso de cervejaria (Senai) com outro de sommelier. Comecei a faculdade mas desisti pois não era o que eu queria fazer, então fiz mais cursos pra me especializar em cerveja. “

O que faz:

“Em casa eu sempre tive a cultura de beber, no geral, desde vinho, uísque, cachaça etc. Sou botequeiro desde muito novo e com 16 anos, que foi quando voltei da Alemanha, passei a beber cervejas mais diferentes e também a aumentar a quantidade que eu bebia. Hoje em dia eu trabalho na administração de uma distribuidora de cerveja, a Hanna Beer, então estou envolvido diretamente com donos de bar, restaurantes e botecos que vendem cerveja artesanal, é a cultura da baixa gastronomia misturada com a alta gastronomia.

Como começou a trabalhar com cerveja:

“Comecei na empresa como vendedor externo. Ia pra rua, entrava em contato com os donos de bar pra efetuar essas vendas. Acabei saindo da empresa e fui pra Therezópolis, lá eu fui coordenador de on trade do Rio de Janeiro, então eu trabalhava justamente com material de marketing para bares, restaurantes e com treinamento de brigada.”

Aonde trabalha atualmente:

“Depois disso tudo acabei voltando pra Hanna Beer, onde trabalho hoje em dia procurando novas cervejas pra distribuidora: Faço testes, vejo se é boa ou não, se vale a pena trabalhar com ela e mesmo sendo boa, tenho que ver se é vendável, vejo o preço, se a galera curte… Trabalho também com o controle de qualidade no dia a dia das cervejas: Vejo se o lote veio legal, se teve defeito, entro em contato com as cervejarias pra dar esse feedback, nós temos essa parceria. Ao mesmo tempo mantenho esse contato com os donos dos bares, pois não temos como provar todas as cervejas (nós já chegamos a trabalhar com 150 rótulos, hoje em dia “apenas” 100), então é impossível testar tudo o que chega, então mantemos essa parceria com os donos de bar fazendo eventos, eles nos dão o feedback dos clientes, dão sugestões, fazemos também lançamentos de cervejas em diversos bares, inclusive vamos lançar a cerveja Dádiva, que é de uma cervejaria só de mulheres lá de SP, no Cerveja Social Clube no Dia Internacional da Mulher (05/03/16). A gente sempre tenta fazer algo diferente, não ser só mais uma cerveja no mercado, e sempre tentamos mostrar o porquê daquela cervejaria, realmente inserir ela no mercado do Rio de Janeiro, para que ajude a cultura cervejeira a crescer e se espalhar pelo Brasil. Não é só restaurante chique que tem que ter cerveja especial, boteco também tem que ter, o carioca está conhecendo isso e está curtindo, então o meu trabalho é aumentar cada vez mais o número de pessoas que bebem produtos bons ou comem comidas boas.”

O que fez aceitar a parceria com o blog:

“Eu vi no blog que vocês não são quatro patricinhas falando sobre moda, vocês estão inseridas e interessadas no meio gastronômico, musical e isso pra mim foi essencial pra não só aceitar essa parceria como também pra acreditar nessa colaboração. “

Uma cultura de botecos para todos:

Eu acredito numa nova cultura de você querer uma coisa melhor. Você vai pagar mais caro? Vai, mas a experiência vai ser melhor. As pessoas tem saído cada vez menos pra beber e pra comer, tá tudo muito caro e quando elas resolvem sair, pelo menos uma vez na semana, elas vão procurar algo que vá valer a pena e o meu trabalho entra exatamente aí, a cerveja artesanal é inevitavelmente mais cara, mas ela não precisa estar no restaurante mais caro, no bar mais caro… Eu quero mostrar que todos podem comer bem e beber bem em um boteco, que esse tipo de coisa é acessível.”

SNEAK PEEK: Hambúrguer MARAVILHOSO do Bar do Momo

DSC_0074 DSC_0097

(Sentiu a paixão?)

 

Bar do Momo: Rua General Espírito Santo Cardoso, 50 – Loja A – Tijuca (Esquina com a rua Uruguai)

 

Closet Carioca - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017